22 de outubro de 2021

UM CALVÁRIO DE DÚVIDAS… A filiação de Ricardo Coutinho ajuda ou prejudica a candidatura de Lula na Paraíba?

1 DE OUTUBRO DE 2021

Facebook
fb-share-icon
Twitter
Tweet

Há dúvidas, meu caro Paiakan. Afinal, a filiação de Ricardo Coutinho de volta ao PT ajuda ou prejudica a candidatura de Lula em 2022?

Uma pergunta se impõe, por exemplo: até que ponto a carga negativa que a Operação Calvário impôs a Ricardo Coutinho pode interferir no processo eleitoral?

Levando em consideração o que aconteceu na eleição do ano passado, quando disputou a prefeitura de João Pessoa, pode-se dizer, sem qualquer questionamento, o fato é que a Calvário impôs um desfecho humilhante ao ex-governador.

Terminar em sexto, ou no cesto, na disputa, foi um desastre do ponto de vista eleitoral e, mais ainda, político. Mostra que, aparentemente, o eleitor não perdoou as traquinagens reveladas pelo Gaeco.

Basta rever alguns vídeos que estão ainda em redes sociais e na Internet, em que o ex-governador é hostilizado pela população, especialmente em bairros da periferia, recebidos com adjetivos nada edificantes.

O risco que o ex-presidente Lula corre, meu caro Paiakan, é que essa rejeição a Ricardo Coutinho contamine a sua candidatura, que ainda carrega o resíduo da Lava Jato e sua prisão em Curitiba.

Imagine, meu caro Paiakan, se as duas rejeições se somam no curso da campanha. Então, do ponto de vista eleitoral, a filiação de Ricardo Coutinho ao PT para ancorar o palanque de Lula tem esse ingrediente.

E, olhe, meu caro Paiakan, que Lula tinha várias de ter outros parceiros para a disputa do próximo ano na Paraíba, sem toda essa toxicidade que Ricardo Coutinho traz.

Blog do Helder Moura

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *