17 de maio de 2022

Bolsonaro volta a criticar alta no preço do diesel: “Petrobras Futebol Clube”

Presidente ainda disse que, “se pudesse fazer tráfico de influência”, o aumento nos preços teria sido adiado por pelo menos mais um dia

O presidente Jair Bolsonaro voltou a criticar a Petrobras pelo aumento nos preços dos combustíveis comunicado nesta quarta-feira (9), um dia antes de o PLP 11, que trata sobre a cobrança do ICMS sobre combustíveis, ter sido aprovado pelo Congresso Nacional.

Bolsonaro afirmou ter abdicado de todo o imposto federal sobre o diesel, assim como havia acontecido com o gás de cozinha em 2021. Ele ainda disse que, “se pudesse fazer tráfico de influência”, o aumento nos preços teria sido adiado por pelo menos mais um dia, e ressaltou a falta de sensibilidade da estatal no atual cenário de crise.

“Se eu tivesse exercido tráfico de influência, teria atrasado. Mas não tenho como exercer tráfico de influência, sei que temos que evitar. Agora, quando a Petrobras reajusta, a responsabilidade é de quem? Leis, projetos e contratos feitos no passado que transformou a Petrobras, simplesmente, na Petrobras Futebol Clube. É um campeonato brasileiro: eles cuidam da vida deles, o resto do Brasil, mesmo em crise e guerra lá fora, que se vire”, disse o presidente da República.

Bolsonaro também afirmou que os diretores da estatal “não têm a menor sensibilidade com a população”. “Se tivesse atrasado um dia, em vez de ter anunciado aumento de R$ 0,90 no diesel um dia antes, podia ter anunciado R$ 0,30. Espero que quem adotou este aumento o reduza em R$ 0,60, porque é muito pesado para o caminhoneiro.”

Da CNN

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *