18 de maio de 2021

AVANÇO DA VACINAÇÃO prefeitura de João Pessoa lança aplicativo e inicia imunização de pessoas com 60 anos e também com síndrome de down

A vacinação contra Covid em João Pessoa segue em ritmo acelerado. Após concluir a imunização de pessoas com 64 anos ou mais, a prefeitura de João Pessoa iniciou a vacinação das pessoas com menos de 63 anos em ritmo decrescente.

De acordo com o cronograma da secretaria de Saúde, o programa seguirá com a redução de um ano a cada dia. Na última terça-feira (dia 30), já foi iniciada a vacinação para pessoas com 60 anos ou mais.

Estarão disponíveis para o programa 15 postos de vacinação e três drive thru para atender à demanda.

Aplicativo – A Secretaria de Saúde anunciou um aplicativo para smarphones Android e, nos próximos dias, também IoS. O aplicativo permitirá o agendamento das pessoas para vacinação, definindo data e local.

Para se cadastrar, basta acessar o site vacina.joaopessoa.pb.gov.br e preencher alguns dados pessoais, como idade, telefone e endereço, além de informar comorbidades. Um vídeo postado no Youtube auxilia os interessados no cadastramento.

Pessoas com transtorno do espectro autista (TEA) ou síndrome de down

Pessoas com a síndrome do espectro autista (TEA) ou síndrome de down acima dos 18 anos também já podem procurar a vacinação contra a Covid-19. O atendimento ao grupo foi iniciado pela Prefeitura de João Pessoa na manhã desta quinta-feira (1°) em três instituições sociais, sendo acompanhada de perto pelo prefeito Cícero Lucena. 

“Já estamos quase atingindo os grupos de risco orientados pelo Ministério da Saúde, acima de 60 anos, e nada mais justo que agora ter este olhar para estas pessoas. É um esforço para cuidar de quem mais precisa e levar a vacinação para o maior número de pessoas possíveis”, declarou o prefeito. 

O público alvo pode procurar a imunização na Associação Pestalozzi da Paraíba, no Cristo; no Instituto Helena Holanda, que fica no Bairro dos Estados; e na Associação de Pais e Amigos de Excepcionais (Apae), nos Bancários. 

O primeiro a receber a dose foi José Augusto, de 27 anos. “Está tudo bem, estou muito feliz, mas agora tem que ter cuidado até tomar a segunda dose”, declarou. O trabalho foi acompanhado também pela chefe da Coordenadoria Especial da Pessoa com Deficiência, Helena Holanda. 

Apenas na Pestalozzi  espera-se imunizar cerca de 200 pessoas. “É um momento de muita alegria porque realmente são pessoas que realmente estão no grupo de prioridade. O índice de pessoas com síndrome de down morrendo pelo país é alto, então chega num momento propício”, destacou  o presidente da Associação, Ricardo Leandro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *