6 de agosto de 2021

Paraíba vai receber nesta quinta-feira mais de 59 mil vacinas contra Covid-19

A Paraíba vai receber precisamente 59.300 doses de vacinas contra a Covid-19 de acordo com o Ministro da Saúde, o médico Marcelo Queiroga. O novo lote deve desembarcar às 17h15 desta quinta-feira. Desse total, 11,8 mil são da Coronovac e devem ser usadas exclusivamente para a aplicação da segunda dose.

A distribuição para os 223 municípios acontecerá a partir das 7h desta sexta-feira (23) de acordo com o secretário de saúde do estado da Paraíba, Geraldo Medeiros. A outra parte, 47.500 é da Oxford/AstraZeneca.

Segundo a SES, há uma demanda represada de 40 mil para suprir a necessidade inicial de segundas doses nos municípios.

Nesta terça-feira, a juíza federal Cristina Costa Garcez, da 3ª Vara Federal da Paraíba, determinou uma série de obrigações aos governos federal e estadual e à prefeitura de João Pessoa para que seja assegurada a aplicação da 2ª dose vacina CoronaVac/Butantan contra a Covid-19, dentro do prazo de 28 dias estabelecido na bula do imunizante.

A decisão atende ao pedido dos Ministérios Públicos Federal (MPF) e Estadual da Paraíba (MPPB), que recorreram à Justiça para tentar solucionar os problemas da vacinação, sobretudo na capital. A preocupação é com os riscos de que as pessoas que já tomaram a primeira dose, percam a chance de ficar imunizadas contra a Covid-19, caso não tenham acesso à segunda dose dentro do prazo. 

Irregularidade na vacinação dos municípios paraibanos

Geraldo Medeiros também avisou que está emitindo um alerta aos municípios paraibanos para que não voltem a aplicar a segunda dose como primeira, como ocorreu no início de março. Segundo ele, pelo menos 76 municípios paraibanos que receberam as doses da Coronavac acabaram usando as que deveriam ser reservadas para a segunda dose como primeira, com o propósito de acelerar o processo de vacinação.

Ainda segundo o secretário, o problema de insegurança que uma parcela da população enfrenta tem boa parte da responsabilidade nesta aplicação antecipada. “O MS só autorizou a aplicação da D2 como D1 na 9ª e 10ª remessa. Mas 76 municípios recebiam a doses para as segunda dose a usavam imediatamente. Foram vários fatos, mas um dos fatores foram esses”, reiterou.

No caso da Paraíba, quantidade é pouco mais da metade do lote da semana passada, quando foram enviadas 110 mil.

Em João Pessoa, milhares de pessoas estão na expectativa de tomar a segunda dose. Para uma parte, a 1º dose foi tomada a mais de 28 dias.

Tanto a capital quanto Campina Grande, as duas maiores cidades do estado, suspenderam a aplicação da vacinação devido à falta de vacinas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *