7 de dezembro de 2021

Ministros de Turismo do Mercosul debatem unificação de protocolos e aprovam divulgação conjunta dos países

22.10.2021_Matéria_Encontro_Ministros.jpg

Ministros discutiram temas como corredor Bioceânico e protocolos sanitários unificados. Crédito: Roberto Castro/MTur

Unificação de protocolos, estruturação de rotas e divulgação conjunta por meio de uma marca única. Esses foram alguns dos principais temas abordados na XXV Reunião de Ministros de Turismo do Mercosul, que terminou nesta sexta-feira (22.10), em Recife (PE). O encontro, que contou com a presença de representantes do Brasil, Argentina, Uruguai, Paraguai e Chile (país associado), foi organizado pelo Ministério do Turismo do Brasil com a participação da Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo (Embratur).

O evento contou com as presenças do ministro do Turismo do Brasil, Gilson Machado Neto; da ministra do Turismo do Paraguai, Sofía Montiel; do ministro do Turismo do Uruguai, Tabaré Viera; e do ministro do Turismo e Esporte da Argentina, Matías Lammens, que participou por videoconferência.

Várias medidas foram aprovadas durante o encontro, como a criação de uma marca única para o Bloco, a Visite a América do Sul, com o slogan “Um lugar, Vários mundos”. Também foi alinhado um pedido conjunto urgente para uma reunião dos ministros da Saúde para determinar protocolos sanitários unificados entre os países, além da liberação dos cruzeiros. Também ficou definido que será feita uma solicitação conjunta de audiência com o Papa Francisco para tentar o reconhecimento do Caminho dos Jesuítas na América do Sul como rota de turismo religioso.

A pauta ainda incluiu temas como a promoção turística conjunta, programas de investimentos, harmonização de protocolos de biossegurança, Turismo de Natureza e o Corredor Bioceânico. “Quando você junta Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai temos o maior endereço turístico do mundo. Nossos países são verticais, temos a maior variedade de fauna do mundo”, destacou o ministro do Turismo, Gilson Machado Neto.

O ministro ressaltou ainda a importância da conectividade nos destinos turísticos da América do Sul. “Sem internet, se você não puder acessar as redes sociais, você não tem turismo. Temos que lutar para que nossos atrativos tenham uma boa conectividade”, discursou.

PARCERIA – Presentes no Brasil para a primeira reunião presencial do Bloco após o início da pandemia, os ministros dos países vizinhos exaltaram a importância da parceria entre as nações para aumentar o fluxo de viajantes no continente.

“O grande desafio que temos agora é o de aumentar as frequências de voos. Os turistas que chegam ao Paraguai querem passar pela Argentina, percorrer o Uruguai e vir ao Brasil”, comentou Sofía Montiel, ministra do Turismo do Paraguai.

Para Tabaré Viera, ministro do Turismo do Uruguai, é preciso abrir as fronteiras dos países para o turismo, adotando protocolos sanitários e avançando na vacinação. “Essas reuniões são fundamentais para nossas atividades conjuntas em um setor tão importante para o desenvolvimento dos países”, disse.

Participando virtualmente da reunião, o ministro do Turismo e Esporte da Argentina, Matías Lammens, também salientou a necessidade do trabalho conjunto entre os países do bloco, além da diversidade do Mercosul. “Temos diferentes produtos para oferecer de diferentes pontos de vista. Atravessamos talvez o momento mais difícil da história do setor, mas estamos atravessando com muita inteligência e resiliência”, elogiou.

Gov.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *