7 de dezembro de 2021

TSE tem maioria e arquiva ações de cassação da chapa Bolsonaro-Mourão

O TSE formou maioria pelo arquivamento de duas ações que pedem a cassação da chapa que elegeu o presidente Jair Bolsonaro e o vice-presidente Hamilton Mourão.https://googleads.g.doubleclick.net/pagead/ads?client=ca-pub-9306856712405846&output=html&h=174&slotname=6948253121&adk=2300344928&adf=3617530851&pi=t.ma~as.6948253121&w=375&fwrnh=102&lmt=1635429960&rafmt=1&psa=1&format=375×174&url=https%3A%2F%2Fvistapatria.com.br%2Ftse-tem-maioria-e-arquiva-acoes-de-cassacao-da-chapa-bolsonaro-mourao%2F&flash=0&host=ca-host-pub-2644536267352236&fwr=1&rpe=1&resp_fmts=3&sfro=1&wgl=1&dt=1635429960458&bpp=3&bdt=74&idt=3&shv=r20211020&mjsv=m202110200101&ptt=9&saldr=aa&abxe=1&cookie=ID%3Ddc7ba1553022fe88-2281e96e347b0079%3AT%3D1634833985%3ART%3D1634833985%3AS%3DALNI_MZwj3wwfw9zCrq5SB1u51PR2OaheQ&prev_fmts=0x0&nras=1&correlator=3034467761137&frm=20&pv=1&ga_vid=1061345583.1633530762&ga_sid=1635429961&ga_hid=1870217087&ga_fc=1&u_tz=-180&u_his=13&u_h=667&u_w=375&u_ah=667&u_aw=375&u_cd=32&adx=0&ady=1019&biw=375&bih=553&scr_x=0&scr_y=0&oid=2&pvsid=3606788420917900&pem=773&ref=https%3A%2F%2Fvistapatria.com.br%2F&eae=0&fc=1920&brdim=0%2C0%2C0%2C0%2C375%2C0%2C375%2C667%2C375%2C553&vis=1&rsz=%7C%7CeEbr%7C&abl=CS&pfx=0&alvm=r20211026&fu=128&bc=31&ifi=2&uci=a!2&btvi=1&fsb=1&xpc=Fd3JwA7mcE&p=https%3A//vistapatria.com.br&dtd=65

Essa acusação é baseada em matérias publicadas pelo jornal Folha de S.Paulo durante o pleito. A análise dos casos foi iniciada na última terça (26), quando foi suspensa com o placar em 3 a 0 contra a cassação. Com o voto o ministro Carlos Horbach, houve consolidação de maioria com o entendimento do relator do caso.

Os pedidos foram apresentados pela Coligação O Povo Feliz de Novo, do PT, e sugerem que a chapa cometeu abuso de poder político e econômico e uso indevido dos meios de comunicação ao terem realizado disparos em massa de mensagens.

O julgamento teve início na terça foi retomado nesta quinta. Três ministros já haviam votado contra a cassação por falta de provas, incluindo o relator, Luís Felipe Salomão.

A sessão marca também a despedida do ministro Luis Felipe Salomão do cargo de corregedor-geral da Justiça Eleitoral. Ele será sucedido pelo ministro Campbell. 

Vista Pátria

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *