22 de janeiro de 2022

Em vitória para Guedes, FMI confirma que fechará escritório no Brasil

Ministro da Economia disse que técnicos do órgão terão de fazer ‘previsão em outro lugar’.

Em 30 de junho de 2022, o Fundo Monetário Internacional (FMI) vai fechar o escritório no Brasil, sediado em Brasília (DF), data em que vence o prazo da atual representação no país.

O anúncio confirma o que foi dito pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, nesta última quarta-feira (15), durante um evento em São Paulo (SP).

Em um encontro da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Guedes afirmou que o governo brasileiro estava “dispensando” o FMI e que os economistas do órgão erraram as projeções de 2020.

“Eles [do FMI] já vieram aqui, vieram há muito tempo aqui no Brasil porque tinham sempre o que fazer. […] Vieram aqui para prever uma queda [do PIB] de 9,7% e que a Inglaterra iria cair 4%. Nós caímos 4%, e a Inglaterra caiu 9,7%. Estou achando melhor eles fazerem previsão em outro lugar”, declarou.

“Eu tinha assinado isso [saída do FMI] antes da crítica. Junho do ano que vem fecha [a missão no Brasil]. Já há muitos anos que não precisavam estar aqui. Ficaram [no país] porque gostam de feijoada, futebol, conversa boa, e de vez em quando criticar um pouco e fazer previsão errada”, acrescentou.

Nesta quinta-feira (16), em nota encaminhada ao jornal O Estado de S. Paulo, o FMI confirmou que deixará o país, mas disse esperar que o envolvimento entre o corpo técnico do Fundo com as autoridades do Brasil continue.

Conexão Política

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *