17 de agosto de 2022

Carlos B. resgata passado de Alckmin com ataques a Lula

“Jamais terão meu apoio para voltar à cena do crime”, disse ex-governador sobre o PT em 2017

Carlos Bolsonaro Foto: CMRJ/Renan Olaz

No momento em que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (sem partido) ensaiam uma aliança na disputa pelo Palácio do Planalto, o vereador carioca Carlos Bolsonaro (Republicanos), filho “zero dois” do presidente Jair Bolsonaro (PL), resgatou – e publicou nas redes sociais – um vídeo antigo de Alckmin com críticas a Lula.

O vereador enviou para sua lista de transmissão no Telegram uma gravação de 2017 na qual Alckmin, em evento de pré-campanha, diz que os brasileiros “estão vacinados” contra o modelo lulopetista.

Leia tambémLula diz que farpas trocadas com Alckmin foram no ‘calor da hora’
De olho nas eleições de 2022, Lula e Alckmin jantam juntos
Eleições: Ao menos 11 ministros devem deixar o governo até abril
Alcolumbre mantém assessor suspeito de operar “rachadinha”
Datafolha traz Lula como maior defensor de ‘valores tradicionais’

– Vejam a audácia dessa turma. Depois de ter quebrado o Brasil, Lula diz que quer voltar ao poder, ou seja, quer voltar à cena do crime. Será que os petistas merecem uma nova oportunidade? Fiquem certos de uma coisa: nós os derrotaremos nas urnas – disse o ex-governador, que se candidatou à Presidência em 2018 pelo PSDB.

Em outra publicação, Carlos Bolsonaro exibe um post do ex-governador, de 2017:

– Não existe a menor chance de aliança com o PT. Vou disputar e vencer o segundo turno, para recuperar os empregos que eles destruíram saqueando o Brasil. Jamais terão meu apoio para voltar à cena do crime. Seus apoiadores são aqueles que acampam em frente à penitenciária.

Alckmin foi filiado ao PSDB por 33 anos, mas deixou a sigla na semana passada após uma série de desentendimentos com o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), antes seu afilhado político.

O vídeo “ressuscitado” pelo filho do chefe do Executivo também foi posteriormente publicado pelo ministro do Turismo, Gilson Machado (PSC), pré-candidato ao governo de Pernambuco com as bênçãos de Bolsonaro.

Pleno News

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *