22 de outubro de 2021

Máquina de confundir opiniões e atacar adversários mira Cabo Gilberto

Setores ligados ao Governo do Estado da Paraíba atacaram intensamente o deputado estadual Cabo Gilberto Silva, pelo fato de o mesmo não ter tomado , ainda, a vacina contra Covid.

Crucificaram o parlamentar pelo simples fato de opinião, pois o parlamentar não concorda com o “passaporte da vacina”.

Pior, tentaram a todo custo transferir a responsabilidade de receber e tratar os pacientes de Covid, que na Paraíba é do Governo do Estado e dos prefeitos.

Quando o Governo Federal enviou os recursos ( bilhões de reais) para enfrentamento a Covid, quem decidiu o que fazer com o dinheiro, o que comprar, a quem comprar, foram os prefeitos e governadores, não foram os deputados.

Quando o Governo Federal envia as vacinas ( já chegaram à Paraíba 5 milhões 517 mil 665 doses de vacinas) quem recebe , distribui e aplica as vacinas são os estados e municípios.

Quem administra hospitais, centros de saúde, UPAs, são os governadores e prefeitos, não são os parlamentares.

Cabe aos parlamentares ( vereadores , deputados estaduais) a fiscalização quanto a aplicação dos recursos e ao funcionamento dos serviços de saúde.

Pior que atacar o deputado é tentar confundir a opinião pública. O deputado Cabo Gilberto Silva tem defendido a vacina, é tanto que tem registrado na tribuna da AL, em entrevistas nas emissoras de rádio e TV, o agradecimento ao Governo Federal pelas milhões de doses que chegam.

O que parece claro ao ouvir as declarações do deputado é que ele defende o direito das pessoas que não querem, por diversas razões, se vacinar.

Esse debate sobre subtrair o direito individual de cada pessoa que não quer se vacinar ainda vai ser aprofundado sob aspectos jurídicos e científicos. Não é tão simplório como imaginam ou querem alguns.

O tempo dirá quem tem razão. O tempo dirá também quem serão os genocidas que desviaram os recursos , se associaram a interesses econômicos bilionários, em detrimento da saúde da população, que sempre foi vítima do caos na saúde pública.

Voltaremos a tratar nesse espaço sobre “passaporte da vacina”.

Como diria Nelson Rodrigues “Toda unanimidade é burra. Quem pensa com a unanimidade não precisa pensar”.

O resto é a máquina AZEitada de destruir adversários que continua no mesmo endereço, mudou só de inquilino.

Blog do Marcelo José

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *