22 de outubro de 2021

SESSÕES SUSPENSAS Assembleia só retornará trabalhos presenciais após vacinação do deputado Cabo Gilberto

Facebook
fb-share-icon
Twitter
Tweet

Os últimos dois dias têm sido de intensa polêmica na Assembleia, com o retorno das sessões semipresenciais. Começou na sessão de ontem, quando a Casa aprovou legislação estabelecendo que somente pessoas vacinadas deveriam participar presencialmente. E também aprovou o chamado Passaporte de Vacina.

O impasse foi criado quando o deputado Cabo Gilberto decidiu participar, mesmo assumindo não ter se vacinado. O parlamentar argumentou ter um exame com contraprova negativa para Covid, além de apresentar “um percentual elevado de anticorpos”. Mas, o argumento não foi suficiente para convencer seus colegas.

Então, nesta quarta (dia 6), as sessões presenciais voltaram a ser suspensas por conta exatamente da não vacinação do deputado do PSL, que insistiu em participar mesmo contra Resolução aprovada na Casa. Com isso, as sessões voltam a ser exclusivamente remotas. Os trabalhos na Casa também ficam suspensos de uma forma geral.

A suspensão atendeu pedido do deputado Hervázio Bezerra. Segundo Hervázio, “existe uma inversão de valores aqui, e não podemos ficar em plenário com um parlamentar que não respeita uma Resolução aprovada pela maioria, pois o Cabo Gilberto não se vacinou e nesse caso, não poderia estar em plenário”.

O deputado Bosco Carneiro (Cidadania) ainda pediu a suspensão de todas as atividades internas na ALPB, menos para a Creche e o cursinho do Enem, oferecidos pelo Poder Legislativo. Segundo ele, existe o mesmo risco para os servidores, uma vez que o deputado que não se vacinou pode frequentar outros setores da Casa.

A questão de ordem foi aprovada, mesmo assim o Cabo Gilberto se comprometeu a não ir à Assembleia: “Não precisa votar essa questão de ordem, pois me comprometo a não ir na Casa.”

Segundo o presidente Adriano Galdino (PSB), as sessões de forma híbrida só deverão voltar a acontecer após a vacinação do Cabo Gilberto.

Blog do Helder Moura

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *