22 de janeiro de 2022

SEM REVEILLON Cícero suspende festejos de final de ano em João Pessoa por conta da variante ômicron

Facebook
fb-share-icon
Twitter
Tweet

As notícias cada vez mais preocupantes em relação à disseminação de uma nova variante da Covid, com grande poder de contaminação, levou o prefeito Cícero Lucena a anunciar, na tarde desta segunda (dia 29), a suspensão dos festejos de final de ano em João Pessoa.

Segundo o secretario Fábio Rocha (Saúde), a variante ômicron, originária de vários países, especialmente da África tem causado preocupação da Organização Mundial de Saúde, que tem optado por sugerir o cancelamento de eventos que possam promover aglomeração de pessoas.

O anúncio do prefeito Cícero Lucena foi feito durante entrevista à Imprensa, após reunião com setores da Saúde. Apesar de revelar que “a situação de João Pessoa está confortável quanto a números de leitos ocupados e aumento de casos na cidade, o momento  exige prudência, “para evitar o pior”.

Com relação ao Natal do Sentimentos, o prefeito ressalvou que o evento será realizado porque vai acontecer durante vinte dias e com isso não haverá concentração de pessoas, mas ponderou: “Mesmo assim, peço que usem máscaras, mantenham o distanciamento social e adotem todas as medidas preventivas e sanitárias.”

O prefeito postou no seu Instagram: “Uma decisão difícil, mas necessária. Pensando na segurança de todos nós, a tradicional festa de Réveillon nas areias da Praia de Tambaú não será realizada este ano. Mesmo com o avanço da vacinação… Não cabe ao poder público ignorar qualquer risco perante a atual realidade da Covid-19, com casos da doença ainda sendo registrados, e uma nova variante surgindo.”

Bairros e orla – Com a sua decisão, os eventos que ocorreriam em bairros de João Pessoa oferecidos pela prefeitura foram cancelados. Cícero, no entanto, destacou que a orla e a faixa de areia estarão com livre acesso para a população. A Prefeitura não irá montar barreiras de isolamento e nem proibir acesso de carros.

Ômicron – A variante Ômicron, classificada como variante de preocupação pela OMS, tem sido amplamente monitorada por sistemas de vigilância em diversos países. Até a manhã desta segunda, 14 países anunciaram registros da variante. O primeiro caso foi verificado na África do Sul no dia 24 de novembro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *